IMAGENS CONSERVADAS: o título é o mote para o primeiro concurso de fotografia promovido pela ANICP – Associação Nacional dos Industriais de Conservas de Peixe. 

Esta edição decorre em parceria com o Instituto Português de Fotografia, e pretende-se conservar, através do registo fotográfico, a Indústria de Conservas de Peixe e a relevância do seu passado. 

Espera-se assim uma abordagem criativa que pode incluir imagens do mar… ao prato.   

As latas de conservas de Peixe guardam um produto alimentar saboroso, saudável e sustentável. Na ANICP, acreditamos que desta conjugação surjam fotografias capazes de enaltecer e valorizar o conteúdo da lata, por si só um ícone nacional. 

Prémio
Concurso

1. O primeiro prémio consta de uma viagem ao Museu Fotografiska em Estocolmo. 

2. O segundo prémio receberá o valor de 500€ em material fotográfico.  

3. O terceiro prémio receberá um voucher de formação no IPF no valor de 300€. 

4.  As três fotografias premiadas serão divulgadas pelos órgãos de comunicação social. 

5. Todos os candidatos receberão um diploma de participação. 

Prémio Público

1. Para todas as fotografias a concurso, abrir-se-á votação ao público, de 20 de setembro a 10 de outubro, na página https://anicp.pt/votacao-publico-imagens-conservadas/ para seleccionar uma (1) fotografia para exposição.

O vencedor receberá um prémio simbólico.

CONDIÇÕES DE
PARTICIPAÇÃO

IMAGENS CONSERVADAS

  • Submissão de candidaturas aqui, de 1 de julho a 15 de setembro de 2022.
  • O vencedor será anunciado a 13 de outubro 2022.
  • Todo o regulamento disponível abaixo.

JÚRI

ROADSHOW

Os projetos que tiverem reconhecimento pelo júri serão selecionados para uma exposição que circulará em várias cidades portuguesas em locais de reconhecido destaque.

Contacto

Alguma dúvida?
Entre em contacto hoje mesmo.

Organização

Apoios

Ministério da Agricultura e Alimentação

Candidatura

Não serão aceites as candidaturas que não respeitem a totalidade dos requisitos, nem que ultrapassem a data limite de entrega das propostas.

A participação neste concurso implica a aceitação integral, por parte dos candidatos, das condições do presente regulamento .

Adelino Meireles

Porto, 1966

Acabei o Curso Superior de Fotografia em 1989 e comecei a trabalhar no Jornal O Público na sua
fundação, Março de 1990.
Em 1998 fui para o grupo Impresa que na altura integrava o Jornal 24 Horas, Visão, Jornal de Letras.
Em Março de 2000 fui para editor de fotografia do Jornal de Noticias.
Em 2010, o grupo Global Media acabou com as secções de fotografia dos diversos titulos (JN, DN, O
Jogo, 24 Horas, Volta ao Mundo, Evasões, Noticias Magazine) e fundou a Global Imagens, agência de
fotografia do grupo. Sou, desde a sua fundação, editor executivo da GI.

Artur Pastor

Licenciado em Arquitetura pela Escola de Belas Artes de Lisboa.

Professor de Artes Visuais do 3º Ciclo e Ensino Secundário.

Colaborador fotográfico do jornal Público entre 1990 e 1999.

Expôs individualmente, fotografias da sua autoria, em Lisboa, Barcelona e Zambujeira do Mar.

Autor de diversas coleções de postais sobre Lisboa.

Dinamizador nas redes sociais, como Facebook, Instagram e Tumblr, da obra do seu pai, o fotógrafo Artur Pastor.

Isabel Tato

Porto, 1966

Secretária-geral da ANICP, é responsável pela direção geral da Associação e pela coordenação dos Assuntos Europeus. Dedica-se às políticas públicas da ANICP atuando em órgãos públicos e sindicatos, fazendo pontes com os Associados com o objetivo de estabelecer acordos e consensos. Desenvolve trabalhos na área de gestão de conhecimentos, promovendo parcerias entre o tecido empresarial e as entidades científicas com o objetivo de promoção da inovação e aumento da competitividade das empresas.

Luís Mendonça

Maputo, 1965

É designer, professor e investigador na Faculdade de Belas-Artes da Universidade do Porto. É membro do ID+ Instituto de Investigação em Design Media e Cultura e da ELOS-Associação Galego-Portuguesa de Investigação em Literatura Infantil e Juvenil da Universidade de Santiago de Compostela. Com atividade multifacetada e premiada, desenvolve trabalho multidisciplinar nos domínios do Design de Comunicação, Design de Produto, Design Social, Empreendedorismo, Ilustração, Cenografia, Arquitetura, Museografia ou Escultura. Da curadoria à edição, da escultura pública ao produto industrial, das oficinas tradicionais à tecnologia contemporânea, desenvolve projetos marcados pela transversalidade. Ilustrador destacado e premiado nacional e internacionalmente, tem ilustrado autores consagrados e novos autores. Tem trabalho publicado em diversas editoras, jornais e revistas de referência. Desenvolve ilustração na diversidade de meios, materiais, escalas e contextos. Colabora regularmente com instituições culturais, bibliotecas, escolas, museus, na realização de palestras e workshops. Está representado em coleções públicas e privadas, dentro e fora do país.

Sandra Maria Teixeira

Porto, 1977

Licenciada em Design de Comunicação e Mestre em Design e Produção Gráfica pela Universidade de Barcelona, fundou e dirige o Studio RARO – Sinergias Criativas, atelier de Design de Comunicação e Interiores. Fundadora e Investigadora da LUMICROMA desde 2014, pretende democratizar a experiência fotográfica, num projeto de inovação, arte e educação. Fundou e dirigiu a Mostrarte – Mostra Académica de Artes e Imagem, de 2015 a 2017. Investiga a Indústria Conserveira desde 2004, quando iniciou o seu mestrado e a paixão levou-a prosseguir esta viagem. É presidente da Rota das Conservas – Associação para a Preservação da Memória e do Património Cultural do Mar, associação que fundou em 2018, com o objetivo de resgatar a memória da Indústria Conserveira. Desenvolve atividade nas áreas do Design de Comunicação, Design de Interiores, Fotografia, Património, Literatura, Empreendedorismo e Formação. Foi premiada nas áreas do design, fotografia e poesia.

Teresa Nunes

Teresa Nunes é uma fotojornalista portuguesa inscrita na CCPJ – Comissão da Carteira Profissional de Jornalista, baseada no Porto, Portugal. Teresa sempre teve interesse em jornalismo e documentar o mundo através do seu olhar analítico, já desde uma tenra idade, dando os seus primeiros passos com as câmeras analógicas da sua família, fotografando férias, festas, o dia-a-dia e eventos de arte e espectáculo a que assistia. Tem o grau de Mestre em Direito Público e Internacional concedido pela Universidade Católica Portuguesa. Trabalhou como Advogada durante cerca de dez anos e, em paralelo, dedicava-se já à fotografia. Em 2017 decidiu embarcar numa nova aventura e perseguir a sua paixão pela Fotografia. Ingressou no Curso Profissional de Fotografia do Instituto Português de Fotografia – Porto, que terminou em Junho de 2019 com a apresentação do projecto CUIDA(DOR), um projecto que mostra a realidade de um cuidador informal, na sua beleza, resiliência e desafios.Em finais de Setembro de 2020, fundou o Everyday.Portugal, um projecto exclusivamente desenvolvido no Instagram e que visa documentar o quotidiano do país, dando voz aos fotógrafos documentais, fotojornalistas e novos talentos numa plataforma digital para exposição de trabalhos a um maior e diversificado público nacional e internacional. Desde 2021 que lecciona no Instituto Português de Fotografia. Teresa participou em exposições colectivas e viu o seu trabalho publicado em publicações como o Expresso, o Observador, a Visão, a Point.51 e o Everyday Everywhere, entre outros. Trabalha ainda para a agência SOPA Images.

Victor Vicente

Porto, 1972

Licenciado em design e fotografia, fundou em 1984, com Carlos Coelho e Paulo Rocha, a Novodesign, Companhia Portuguesa de Design, empresa que assumiu a liderança no sector em Portugal. Entre dezenas de outros projectos, a Novodesign foi responsável pela criação e renovação de marcas tão importantes como a Galp, Telecel/Vodafone, Sporting, Multibanco, Oni, Centro Cultural de Belém, Partido Socialista, Partido Social Democrata, Buondi, Delta, CTT Correios, Yorn ou a TAP. Abandona a actividade de design em 2004, passando à gestão de diversos projectos em várias áreas de actividade como a arquitectura ecológica e a hospitalidade. Desde 2012 que investiga a história da indústria conserveira e é responsável pelo conservasdeportugal.com , o museu digital da indústria conserveira nacional.